Atenção ao solicitar a aposentadoria ao INSS

A falta de planejamento pode gerar frustrações para quem solicitar a aposentadoria, podendo, inclusive, ter o benefício negado ou ele vir incorreto

Por Rafael Gabarra

Como todos nós, você, provavelmente, relaciona a aposentadoria com um momento de tranquilidade. Mas, assim como todo processo que envolve órgãos públicos, a burocracia é grande e por isso a atenção deve ser redobrada. Caso você deixe para organizar as informações e os documentos em cima da hora, a demora e as dores de cabeça serão grandes.


Por esses motivos listei, a seguir, alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração antes de qualquer coisa e, assim evitar, maiores contratempos. Planejamento e auxílio de um especialista serão bem-vindos nesse processo.


1. Documentação completa


Pode parecer óbvio, mas não espere entrar com a solicitação da aposentadoria para descobrir que estão faltando documentos. Isso pode atrasar não apenas a concessão do benefício, como também a solicitação poderá ser arquivada.


2. CNIS atualizado


No CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) constam seus vínculos trabalhistas e previdenciários, com todas as informações sobre os empregadores, salários, entre outras informações.


Como é um documento que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) utiliza para cálculo da aposentadoria, é necessário que, além de atualizado, ele esteja correto. Assim você receberá o benefício correto.


3. Cálculo de tempo


O planejamento também nos permite saber por quanto tempo já trabalhamos, por quanto tempo ainda teremos de trabalhar, ou seja, nos possibilita ter controle do tempo. Hoje, já encontramos inúmeras ferramentas on-line que nos auxiliam nesse cálculo.


4. Tempo de análise do INSS


O prazo que o INSS possui para checar sua solicitação é de 45 dias. Caso esse prazo não seja respeitado, você pode recorrer à Ouvidoria do órgão. Caso nada seja feito em, no máximo, 30 dias, garanta seus direitos e os exija na Justiça.


5. Valor abaixo do correto


Caso a solicitação do benefício tenha sido aceita, mas o valor aprovado for abaixo do correto, recorra antes do recebimento. De acordo com o INSS, a partir do momento que você recebe o pagamento de qualquer um dos benefícios, como FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), PIS (Programa Integração Social) ou Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), entende-se que o beneficiário não poderá recusar.


Por isso, mais uma vez, é importante ter todas as informações necessárias, corretas e atualizadas. E, também, é fundamental ter uma consultoria especializada em Direito Previdenciário para evitar dores de cabeça e perdas de tempo e dinheiro.


#INSS #previdencia #aposentadoria #AdvogadoPrevidenciario

34 visualizações

ÁREAS DE ATUAÇÃO

  • INSS REGIME GERAL
  • SERVIDOR PÚBLICO
  • MILITAR
  • TRABALHISTA
  • EMPRESARIAL
  • CÁLCULO E PLANEJAMENTO
  • INTERNACIONAL E CONSULTORIA

APOSENTADORIA POR PROFISSÃO

ENDEREÇOS

Av. Áurea Aparecida Braghetto Machado, 185 

City Ribeirão - Ribeirão Preto  |  CEP 14021-450 

Av. Paulista, 726 - CJ 1707 - 17º Andar 
Bela Vista - São Paulo  |  CEP 01310-910 

© 2020 GABARRA SOCIEDADE DE ADVOGADOS